Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende oferece fichas de atividades aos alunos do 1.º Ciclo

Alunos 1 1024 2500
06 Julho 2018

 

A Câmara Municipal de Esposende vai oferecer, no ano letivo 2018/2019, os livros de fichas de atividades a todos os alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico do concelho. Num investimento estimado de aproximadamente 39 mil euros, a autarquia oferece as fichas de atividades de Língua Portuguesa, Matemática e Estudo do Meio.

Após a decisão governamental que visa alargar a oferta dos manuais escolares ao 2.º ciclo, o Executivo Municipal aprovou, por unanimidade, a oferta das fichas de atividades aos alunos do 1.º ciclo de ensino básico.

“O Município de Esposende tem assumido um inequívoco apoio à Educação. No âmbito da Ação Social Escolar, para além do cumprimento das atribuições legais, a Câmara Municipal tem assegurado alguns apoios suplementares, no sentido de garantir alguma equidade social e igualdade de oportunidades de acesso e sucesso escolar a todos os alunos”, esclareceu a vereadora com o pelouro da Educação, Angélica Cruz.

A ajuda camarária far-se-á pela entrega de um cheque-livro, com o qual as famílias poderão levantar os livros de fichas. A medida abrange todos os alunos do 1.º ciclo do Ensino Básico, independentemente do escalão de Abono de Família, uma vez que o Estado assumirá a oferta dos manuais escolares aos alunos dos 1.º e 2.º ciclos.

A oferta dos manuais escolares foi implementada, no concelho de Esposende, no ano letivo 2014/2015. Porém, a medida foi alargando o seu alcance, numa lógica de complementaridade da oferta do Ministério da Educação. No ano letivo 2016/2017, o Município ofereceu os manuais aos alunos dos 2.º, 3.º e 4.º anos de escolaridade do 1.º Ciclo, tendo os manuais do 1.º ano sido oferecidos pelo Ministério da Educação; no ano letivo 2017/2018, o Município ofereceu os livros ao 2.º ciclo, visto que o Estado ofereceu os manuais ao 1.º ciclo; e, este ano, o Município de Esposende oferece os livros de fichas aos alunos do 1.º ciclo, uma vez que o Estado garante a oferta dos manuais escolares, quer ao 1.º quer ao 2.º ciclo.

Esta medida tem, porém, um alcance que ultrapassa o âmbito social, na medida em que promove o desenvolvimento económico do concelho, uma vez que a aquisição dos livros terá que ser feita, obrigatoriamente, nas empresas locais que se disponibilizaram para proceder à venda de manuais.