Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Esposende alerta para perigos do sol

 dsc3023 1 1024 2500
03 Agosto 2018

_DSC3012

No âmbito da Campanha Bandeira Azul 2018, as praias do concelho de Esposende que ostentam este galardão acolhem, hoje, a iniciativa “Hora do Sol Saudável”, promovida pela Liga Portuguesa contra o Cancro, em parceria com a Garnier Ambre Solaire.

Esta ação de prevenção do cancro da pele pretende chegar a meio milhão de crianças, entre os 6 e os 10 anos de idade, percorrendo várias praias do país. Este projeto, que conta com o apoio do Ministério da Educação, tem como objetivo promover o comportamento responsável no que respeita à exposição solar.

Esta campanha parte do princípio de que o Sol é indispensável à vida e que os raios solares ajudam a fabricar a vitamina D, fundamental para o desenvolvimento ósseo. Por outro lado, pretende também mostrar que o sol em excesso é perigoso e ensinar a população a distinguir entre exposição solar benéfica e exposição solar excessiva e perigosa, através das 15 regras divulgadas pela "Hora do Sol Saudável". Assente num conceito pedagógico e socialmente responsável, a campanha visa alertar a comunidade, e em especial as crianças, para os perigos de uma incorreta exposição ao sol.

O Município de Esposende associa-se assim, uma vez mais, a esta iniciativa tão importante nesta época do ano, relembrando as regras importantes a ter em conta:

1- A radiação solar que provoca queimadura solar e é cancerígena é a radiação ultravioleta;
2 - Evitar estar exposto diretamente ao sol entre as 11H30m e as 16H30m;
3 - A aplicação de protetor solar não dispensa a utilização de vestuário apropriado, chapéu e óculos de sol quando exposto à radiação solar;
4 - A pele tem memória da radiação solar ao longo da vida e o excesso de radiação solar provoca envelhecimento precoce e cancros de pele;
5 - As queimaduras solares na adolescência/início da idade adulta predispõem para o melanoma (cancro de pele agressivo);
6 - Pessoas de pele clara, olhos azuis/verdes, cabelos claros reagem ao sol com queimadura solar e devem aplicar regularmente protetor solar de índice elevado na pele descoberta;
7 - A exposição solar deve ser gradual e deve evitar-se a exposição prolongada com queimadura solar;
8 - A radiação ultravioleta é refletida pela areia e pela água, pelo que, mesmo à sombra do chapéu, se deve utilizar protetor solar na pele não coberta pelo vestuário;
9 - Os óculos de sol e o chapéu que cubra as orelhas e pescoço devem ser utilizados para proteger a retina e a cabeça, orelhas e pescoço da radiação solar;
10 - A aplicação de protetor solar deve ser renovada depois de tomar banho de mar ou piscina;
11 - O protetor solar deve ser aplicado em casa, renovando-se a aplicação quando se chega à praia e a intervalos regulares durante a exposição solar (após o banho, jogo na praia, etc.);
12 - Pessoas de pele clara devem escolher protetores com índice de proteção elevado (igual ou superior a 20 ou 30), no caso das crianças sempre com índice de proteção 50;
13 - Estamos sempre expostos à radiação UV (na praia, no campo, durante a prática de desporto ou trabalho ao ar livre);
14 - Mesmo quando o tempo está enevoado, continua a haver radiação UV;
15 - Horas "seguras" são aquelas em que a nossa sombra é maior do que nós próprios ("regra da sombra").