Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende aposta na valorização da obra de Henrique Medina

 dsc9746 1 1024 2500
14 Dezembro 2018

_DSC9658

Em sessão realizada ontem, dia 13 de dezembro, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, o Município de Esposende procedeu à apresentação do livro “Henrique Medina – Talento, Arte, Beleza” e à assinatura de um Protocolo de Cooperação com o Instituto de História e Arte Cristã – Arquidiocese de Braga.

Esta parceria, válida por cinco anos, prevê a aquisição pela Câmara Municipal de exemplares desta obra - uma edição bilingue (português e inglês), editada no âmbito da evocação dos 30 anos sobre o falecimento do pintor esposendense - no montante de 10 000 euros. Em contrapartida, o Município beneficiará de quatro visitas anuais gratuitas, por parte da comunidade escolar, sénior ou de quaisquer outras instituições ou grupos organizados de natureza cultural do concelho, ao Museu de Arqueologia Pio XII, nomeadamente ao núcleo Medina, sob a tutela e propriedade da Arquidiocese de Braga.

O Cónego José Paulo Abreu, Presidente do Instituto de História e Artes Cristãs, que assumiu a coordenação desta publicação e a quem coube a apresentação da obra, referiu que este protocolo tem como grande propósito “chamar esposendenses ao Museu Medina”, convidando-os a redescobrir este que foi “o maior retratista português do Séc. XX, um talento, um homem além-fronteiras e um valor absolutamente indescritível”.

Para além de retratar as 80 obras de Henrique Medina patentes na galeria Medina do Museu Pio XII, este livro dá a conhecer também um conjunto diversificado de outros trabalhos, revela o lado humanista do pintor e a relação que manteve com artistas e personagens internacionais, entre as quais Walt Disney e Charlie Chaplin, expõe fotografias inéditas, divulga pensamentos e reflexões do pintor e apresenta, ainda, testemunhos de pessoas que com ele privaram, bem como a análise de críticos de arte.

José Paulo Abreu salientou que, atendendo à dimensão artística e humana do pintor, importa colocar Henrique Medina no lugar que merece. “É o Cristiano Ronaldo da pintura, é um artista de que temos que nos orgulhar”, afirmou.

Na mesma linha de pensamento, o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, referiu que “Henrique Medina é uma figura incontornável, que elevou o nome de Esposende e levou-o a muitas partes do mundo”, salientando também a sua generosidade pessoal. Assinalou que o Município soube reconhecer o seu mérito através da atribuição da Medalha de Mérito Cultural e do seu nome à única escola secundária do concelho e a uma praça na cidade. Neste contexto, e no âmbito da sua estratégia cultural, o Município acolheu, desde a primeira hora, a oportunidade de evidenciar o pintor e a sua obra, através da celebração deste protocolo.

Benjamim Pereira aludiu ao forte investimento do Município no plano cultural, transversal a várias áreas, abrangendo o património material e imaterial, e adiantou que se perspetiva o desenvolvimento de novos projetos, designadamente nas áreas da Gravura e da Arte Urbana. “À nossa escala fazemos coisas fantásticas”, afirmou, notando que para além de não ter desinvestido na cultura, o Município também não descapitalizou outras áreas, uma estratégia que é para manter, afiançou.

Concluiu manifestando total disponibilidade para outras parcerias que possam ser profícuas e proveitosas para as populações e deixou um agradecimento às alunas da Escola de Música de Esposende, Maria João Vilarinho e Margarida Durães, que, ao piano, abrilhantaram a sessão.