Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende estende à área ambiental a certificação do Sistema de Gestão

Cme 1 1024 2500
21 Dezembro 2018

Em resultado da Auditoria ao seu Sistema de Gestão, realizada, recentemente, pela entidade certificadora SGS, o Município de Esposende obteve a certificação na vertente Ambiental pela norma ISO 14001:2015 e a renovação no que concerne à Qualidade, de acordo com a norma ISO 9001:2015.

Foi, deste modo, reconhecido o esforço desenvolvido nos últimos meses pelo Município e seus colaboradores, com vista à implantação do novo modelo de gestão, que pretende garantir aos cidadãos, e aos munícipes em particular, qualidade, eficiência, eficácia e economicidade no serviço prestado.

Neste propósito, e decorrente de uma alteração ao nível organizacional, o Município tem desenvolvido esforços no sentido de potenciar uma reflexão participada sobre os instrumentos integrados no Sistema de Gestão. Os objetivos são assegurar a consistente e constante utilização, por parte de todos os colaboradores, das ferramentas e metodologias definidas no Sistema, e fomentar uma cultura, atitude e comportamentos de mudança, necessários à imperiosa necessidade de empregar as novas metodologias de uma forma colaborativa e responsável.

Neste contexto, foi implementada uma nova estratégia, agora reconhecida pela SGS, com vista a transformar a cultura e o ambiente interno, assegurar a mobilização de todos, promover a mudança de comportamentos e atitudes, de forma a que, em conjunto, se garanta a evolução da Câmara Municipal como uma das melhores autarquias onde trabalhar, mas também no sentido de conduzir o Município a consolidar um modelo de gestão com melhor resposta aos desafios diários.

Neste âmbito, a Câmara Municipal, que retomou a certificação do seu Sistema de Gestão na sua vertente ambiental, compromete-se a assumir na sua gestão quotidiana a responsabilidade de garantir a preservação do ambiente, com vista à melhoria do seu desempenho ambiental e contribuir, na justa medida das suas possibilidades, para a construção de um futuro mais sustentável.

Esta postura enquadra-se, de resto, nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas, que o Município verteu para o seu Plano de Atividades e Orçamento para 2019, fazendo destes uma prioridade absoluta ao nível das suas atividades e áreas de intervenção.