Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

“Importância Económica e Social das IPSS em Portugal” apresentada em Esposende

Economia social ipss 1 1024 2500
27 Dezembro 2018

Esposende vai acolher uma conferência sobre o estudo “Importância Económica e Social das IPSS em Portugal”, que terá lugar no dia 18 de janeiro de 2019, às 18h00, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio.

Esta iniciativa enquadra-se no âmbito da Pós-Graduação em Gestão de Organizações de Economia Social, que está a decorrer em Esposende ao abrigo de um protocolo entre o Município e a Universidade Católica Portuguesa (UCP) do Porto, e estará a cargo do Professor Doutor Américo Mendes, daquela universidade, e coordenador da Área Transversal para a Economia Social (ATES).

Realizado a pedido da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) e coordenado pelos docentes Américo Mendes e Filipe Pinto, o estudo compilou e tratou contas de demonstração de resultados e balanços relativos a 2016 de um conjunto de 565 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s) do Continente e Regiões Autónomas, correspondente a 10% do número total de IPSS’s ativas. O estudo analisou, ainda, uma faceta da importância económica e social das IPSS’s que é o efeito multiplicador que têm nas economias locais.

Américo Mendes irá, assim, apresentar o enquadramento, os desafios e as principais conclusões deste estudo, que se considera ser o mais aprofundado que existe em Portugal, atendendo ao número de IPSS’s e equiparadas abrangidas.

A participação nesta conferência é gratuita, contudo carece de inscrição, a efetuar on-line em: http://inqueritos.porto.ucp.pt/site/index.php/598869/lang-pt.

Através da parceria estabelecida com a Universidade Católica Portuguesa, o Município está a proporcionar a formação e capacitação/qualificação dos profissionais e dirigentes das Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho. Esta Pós-Graduação em Gestão de Organizações de Economia Social, com 270 horas de formação, iniciou no passado dia 23 de novembro com a participação de 35 formandos, que integram o quadro técnico de 14 instituições. As aulas decorrem à sexta-feira e ao sábado, nas instalações da Escola Básica António Correia de Oliveira.

Esta formação é determinante para a promoção das redes de parceria com vista a um planeamento estratégico territorial e a uma atuação integrada que possibilite a utilização eficaz dos recursos disponíveis, contribuindo também para a melhoria do desempenho das organizações, aumentando a sua eficiência, eficácia e qualidade dos serviços que prestam e potenciando o seu crescimento e a consolidação do setor social e solidário.