Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Mais de 30 mil visitaram exposição sobre o arquiteto Viana de Lima

Viana de lima 1 1024 2500
10 Janeiro 2020

viana lima

“Memento Momento - Viana de Lima” está patente até 26 de janeiro, no Museu Municipal de Esposende
Para redescobrir o arquiteto Viana de Lima, permanece patente ao público, no Museu Municipal de Esposende, até ao próximo dia 26 de janeiro, a exposição “Memento Momento - Viana de Lima”, inaugurada em 5 de maio de 2017, no âmbito do programa dos Prémios Viana de Lima.
Instituídos em 2014, estes galardões são uma homenagem à vida e obra de Viana de Lima, distinguindo os melhores alunos, em cada ano letivo, das Faculdades de Arquitetura e de Belas Artes da Universidade do Porto, instituição onde Viana de Lima se iniciou academicamente.
Esta mostra já foi visitada por mais de 30 mil pessoas, constituindo uma das exposições de maior destaque no Museu Municipal de Esposende.
A exposição “Memento Momento” integrou o programa evocativo dedicado à memória do arquiteto natural de Esposende, figura relevante da arquitetura modernista internacional, autor de numerosos trabalhos de arquitetura e urbanismo, destacado protagonista da História da Arquitetura, reconhecido como Mestre Alfredo Evangelista Viana de Lima (1913-1991).
A exposição incluiu a edição do catálogo “Viana de Lima e a influência do Movimento Moderno na Arquitectura Portuguesa” e uma visita guiada orientada pelo Comissário Científico, Prof. Dr. Arquitecto Paulo Guerreiro, da Divisão de Cultura do Município de Esposende, e responsável pelo projeto museal da Casa das Marinhas (casa-museu de Viana de Lima) e do Roteiro do Modernismo em Esposende.
Esta mesma exposição esteve, também, patente na galeria da sede nacional da Ordem dos Arquitetos, em Lisboa, como forma de o Município de Esposende se associar à Ordem dos Arquitetos Portugueses, nas comemorações do mês da Arquitetura.
Denominada "Memento, Momento", a exposição reúne o processo-síntese de uma parte da obra do arquiteto ou apontamento em modo de lembrete do que se tem de fazer e Momento, projetando espaços de tempo que foram materializados e traduzidos em arquitetura.
Numa secção do acervo expositivo do arquiteto esposendense, predomina o processo de desenho clássico das proporções. Na segunda parte, observa-se a interceção com o Movimento Modernista Europeu que foi o ingrediente explosivo de uma “supernova” que desponta no panorama da arquitetura portuguesa, entre correntes ideológicas contraditórias do Estado Novo.
O arquiteto Viana de Lima foi autor, entre outros projetos, da denominada “Casa das Marinhas”, edifício classificado como Monumento de Interesse Público, desde 2012, e registada na Fundação Docomomo Ibérica, organismo internacional que preserva edifícios icónicos da arquitetura modernista.
A entrada é gratuita. Horário: terça a sexta, 10h30-13h00 e 14h30-17h00. Sábado, domingo e feriados: 14h00-17h00. Até 26 de janeiro.

Esta postura enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas.