Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

D. Jorge Ortiga recebe Medalha de Honra do Município de Esposende

 dsc5465 1 1024 2500
10 Janeiro 2020

_DSC5527

O Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, foi, hoje, agraciado com a mais alta distinção do Município de Esposende – a Medalha de Honra. A entrega da distinção, aprovada, por unanimidade, pela Câmara Municipal, na reunião de 14 de agosto de 2019, deveria ter ocorrido no Dia do Município, a 19 de agosto, mas a impossibilidade da presença do Arcebispo levou a que fosse adiada, tendo ocorrido em cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na presença do clero do Arciprestado de Esposende e de diversas individualidades do concelho e da região.

“Enaltecemos o desempenho exemplar, nos diversos cargos em que foi investido ao longo da sua vida, modelo que serve para disseminar as boas práticas cristãs pela comunidade católica minhota e estimado entre os esposendenses”, refere a proposta, sustentando a distinção “pelo relevante contributo para o engrandecimento espiritual e evangelização da diocese de Braga e o que essa ação representa para o concelho de Esposende, mercê do acompanhamento permanente, cooperante e próximo das ações do arciprestado de Esposende, do Município e da sua população, contribuindo para o engrandecimento e prestígio do concelho”.

“D. Jorge é um homem marcante, que perdurará na memória do povo e na história deste país, desta região e, em particular, desde Município” afirmou o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira. Lembrando o “papel fundamental” da Igreja em diversas dimensões, ao longo dos tempos, enalteceu as qualidades pessoais e humanas de D. Jorge Ortiga, bem como o seu carisma de pastor. Benjamim Pereira fez até uma analogia entre as funções da Igreja e da política, assinalando que ambos trabalham para “um fim comum, o bem-estar das pessoas, mesmo que em diferentes dimensões, conseguindo manter a isenção que se impõe”.

Defendeu que é de todo o mérito a atribuição deste galardão, afirmando que “deixa mais honrado o próprio Município do que o homenageado”. Concluiu, expressando votos de felicidades no desempenho das suas funções e a nível pessoal, pedindo ao Arcebispo que continue a considerar Esposende e as suas gentes.

D. Jorge Ortiga agradeceu o reconhecimento do Município e assumiu “um certo desconforto” pela atribuição desta distinção por considerar que o seu serviço “não merece qualquer tipo de gratificação”, notando que “poderá, porventura, merecer a responsabilidade de um novo compromisso para continuar efetivamente a servir mais e melhor”. Manifestou, assim, disponibilidade para “continuar a trabalhar pela causa do bem comum”. Em jeito de homenagem, dedicou a Medalha de Honra do Município a todos quantos trabalham nas paróquias do arciprestado de Esposende, com um “obrigado muito grande”.

Aproveitou a oportunidade para, a propósito as visitas pastorais ao Arciprestado de Esposende que irão iniciar-se em breve, exortar toda a comunidade a adotar uma “atitude de saída”, ou seja, “de saída da Igreja para estar presente nos diversos contextos da sociedade, levando a mensagem de Cristo”.