Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Festival de Teatro Amador de Esposende salda-se num êxito

Dsc09094  002  1 1024 2500
28 Março 2017

 

A apresentação da peça “A Maluquinha da Rua Direita”, pelo GARFO - Grupo de Artes Recreativas de Fonte Boa, no passado sábado, 25 de março, encerrou, com chave de ouro, a segunda edição do Festiama - Festival de Teatro Amador que o Município de Esposende levou a cabo, no âmbito do CREARTE, projeto para o crescimento da arte teatral em Esposende. Tal como nas anteriores sessões, o Auditório Municipal voltou a registar lotação esgotada.

Encerrou, assim, em grande este evento, onde cinco grupos de teatro amador do concelho tiveram oportunidade de dar a conhecer o seu trabalho, nomeadamente o Forjães em Cena, GARFO - Grupo de Artes Recreativas de Fonte Boa, GATA - Grupo de Teatro Amador de Fão, GATERC - Grupo Amador de Teatro Esposende-Rio Cávado e grupo de teatro amador da JUM - Juventude Unida de Marinhas.

Ao todo foram apresentados cinco espetáculos, num total de seis sessões, todas com lotação esgotada. A iniciar o festival, no dia 25 de fevereiro, o GATERC levou à cena a peça “Polícias”, de Slawomir Mrozek; no dia 4 de março o grupo Forjães em Cena subiu ao palco com “O Gato”, de Henrique Santana; no dia 11 a JUM estreou “Aqui há fantasmas”, também de Henrique Santana, tendo realizado uma sessão extra no dia 12 devido à elevada procura de bilhetes; no dia 18 o GATA apresentou “D. Rosinha, a Solteira”, de Federico Garcia Lorca, e por fim, no dia 25 de março, o GARFO encerrou a edição de 2017 do Festiama com a peça “A Maluquinha da Rua Direita”, de André Brun.

Salda-se num êxito esta edição do Festiama, tanto pela elevada adesão de público, como pela excelência das apresentações produzidas pelos grupos de teatro amador concelhios, que, sob a coordenação dos Atores/Encenadores Jorge Alonso e Eva Fernandes, têm vindo a desenvolver um trabalho notável, marcado por grande profissionalismo.

O projeto para o crescimento da arte teatral no concelho revela-se, assim, um sucesso e uma aposta ganha, estando à vista os frutos do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos. Com efeito, o Programa CREARTE, para além da realização do Festiama e do Festival de Teatro de Rua, engloba uma forte componente de formação, tanto junto dos grupos de teatro amador do concelho, como ao nível dos mais novos, através de ações de formação e da criação do grupo infantojuvenil “Boca de Cena”, constituído por crianças e jovens entre os 7 e os 17 anos.

Na base da formação deste grupo está, para além da valorização do teatro como arte expressiva e cultural, a divulgação/exploração dos vários pontos turísticos do concelho e das suas tradições e raízes e a integração do teatro enquanto ferramenta de exploração pedagógica de temáticas, conteúdos e conceitos.