Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Esposende associa-se à prevenção dos Maus-Tratos na infância

Maus tratos 1 1024 2500
31 Março 2017

Com o intuito de assinalar o Mês da Prevenção dos Maus-Tratos (MPMT), que decorrerá em todo o país ao longo do mês abril, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Esposende vai promover, pelo segundo ano consecutivo, um conjunto de ações no sentido de sensibilizar e alertar a comunidade para esta problemática, e de prevenir os maus-tratos na infância.

Estas atividades enquadram-se no âmbito da iniciativa lançada, em 2008, pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, a qual definiu o mês de abril como o Mês da Prevenção dos Maus Tratos e que, anualmente, tem vindo a merecer a adesão de cada vez mais concelhos de todo o país. Através da CPCJ, Esposende volta uma vez mais a associar-se a esta causa, procurando contribuir para minimizar este flagelo.

Para além da afixação de material alusivo ao tema em edifícios públicos e em algumas das escolas do concelho, será feita a distribuição de fitas de cor azul junto dos alunos e dos participantes do 15.º Encontro Luso-Galaico de BTT do Município de Esposende, que decorrerá nos dias 22 e 23 de abril.

A utilização da fita de cor azul remete para 1989, na Virgínia, E.U.A. quando uma avó, Bonnie W.Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro de modo a que as pessoas se questionassem sobre o motivo. A história que Bonnie Finney contou na comunidade era sobre os maus-tratos a que a sua neta era sujeita, os quais já tinham levado à morte o seu neto de forma brutal. E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus-tratos. Esta história apela, assim, para o despertar das consciências, relativamente aos maus-tratos contra as crianças, que podem ser também psicológicos, na sua prevenção e na promoção e proteção dos seus direitos.