Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município investe 15 mil euros na aquisição de terrenos para apoio à atividade da Rio Neiva

Apoiorioneivaterrenos 1 1024 2500
06 Abr

Cumprindo um anseio que vinha sendo reivindicado pela direção da Rio Neiva - Associação de Defesa do Ambiente e pela Junta de Freguesia de Antas, a Câmara Municipal de Esposende adquiriu, num investimento de 15 mil euros, três parcelas de terreno nas imediações do Clube Náutico, com uma área total de 1870 metros quadrados.

Cumprindo um anseio que vinha sendo reivindicado pela direção da Rio Neiva - Associação de Defesa do Ambiente e pela Junta de Freguesia de Antas, a Câmara Municipal de Esposende adquiriu, num investimento de 15 mil euros, três parcelas de terreno nas imediações do Clube Náutico, com uma área total de 1870 metros quadrados, parte do qual cederá à coletividade para apoio às suas atividades.

Deste modo, a Associação passa a dispor, junto ao Rio Neiva, de um espaço complementar ao desenvolvimento das suas atividades. Os terrenos em causa integram o circuito da futura Ecovia do Litoral, a executar no âmbito do Programa Polis Litoral Norte, infraestrutura que em muito irá contribuir para a valorização daquela zona.

Trata-se de mais um importante apoio, que se soma a outros que o Município tem atribuído à Associação, quer para a realização de atividades quer para a resolução de necessidades que vão surgindo. Exemplo disso foi o financiamento das obras de recuperação e beneficiação do Clube Náutico, que orçaram em aproximadamente 75 mil euros, intervenção motivada por um incêndio, ocorrido em setembro de 2013, que destruiu totalmente aquela infraestrutura e que causou elevados danos também ao nível de equipamento da Associação. Na altura, a Câmara Municipal atribuiu um subsídio de 20 mil euros para aquisição de material, dado que as chamas provocaram a perda total de dezenas de barcos, pagaias, coletes e material de ginásio, entre outros equipamentos, fundamentais para a atividade regular da coletividade. Considerando que a Associação ficou então sem instalações, o Município, em articulação com a Federação Portuguesa de Canoagem e a Junta de Freguesia de Antas, empenhou-se também para garantir condições provisórias para a guarda das embarcações e outras necessidades logísticas.

Atendendo ao inegável interesse público das atividades que o clube desenvolve na sua área de atuação, sobretudo ligadas à prática de desportos náuticos, através da secção de canoagem, o Município demonstra, com a aquisição destas parcelas de terreno, que, mais uma vez, está disponível para ajudar a Associação a dar continuidade ao excelente trabalho que tem vindo a desenvolver.