Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende cria programa pioneiro para acolher todo o atletismo

Esp run 2 1 1024 2500
10 Jan

Esp Run 1

O Município de Esposende apresentou ontem o programa Esposende Run, plataforma vocacionada para congregar toda a atividade associada ao atletismo, onde os praticantes e organizações podem encontrar toda a informação sobre provas e atividades complementares. Os aderentes beneficiam de acompanhamento médico e técnico, para que a prática desportiva seja adequada, através da disponibilização de um programa pioneiro no país.
“Decidimos criar um espaço único de promoção e divulgação de toda a informação que se prende com a calendarização anual de Caminhadas e Corridas que decorram no concelho”, adiantou o vereador com o pelouro do Desporto, Mário Rui Losa.
Esta nova ferramenta surge da necessidade de propiciar as melhores condições para a prática desportiva e para a organização de provas, atendendo à tendência de aumento dos praticantes de caminhadas e corridas, atividades cada vez mais associadas a estilos de vida saudáveis, com ligação à vertente turística.
A partir de agora, “quem quiser correr ou caminhar em Esposende, inscreve-se neste portal, beneficiando de todo um conjunto de serviços”, sustentou o coordenador do Serviço de Desporto da Câmara Municipal, Carlos Mota.
Para além das condições naturais, Esposende tem investido na construção de um conjunto de infraestruturas que propiciam a prática da corrida ou da marcha. A ecovia do Litoral Norte está praticamente concluída, assim como aquela que sobe a margem esquerda do rio Cávado, num total de 22 quilómetros. Esposende dispõe, ainda, de 13 percursos pedestres, num total de 120 quilómetros, devidamente sinalizados que o levam a conhecer os locais mais aprazíveis e bucólicos, num contacto privilegiado com a natureza.
“É, assumidamente, um desígnio do Município de Esposende, investir na massificação da prática desportiva. Dos zero aos 100 anos. Da natação para recém-nascidos à atividade física para a população sénior”, reforçou o vereador Mário Rui Losa, lembrando a “crescente centralidade do desporto na economia do país, até pela associação ao turismo”.
Para o vice-presidente da Associação de Atletismo de Braga, Rui Ferreira, “o Município de Esposende merece toda a honra, pelo pioneirismo deste projeto”, opinião que foi reforçada por Serafim Gadelho, representante do Plano Nacional de Marcha e Corrida que vincou o perfil “inédito” do projeto que “deve ser copiado nos outros municípios”.
Já o representante da Run Porto, Tiago Teixeira, lembrou as dificuldades que as associações encontram na organização de provas de atletismo e que este programa minimiza, “nomeadamente na inscrição, pagamento e demais logística associada às provas”.
Por fim, o Diretor Regional do Norte do Instituto Português da Juventude e do Desporto, Vítor Dias, destacou a importância do acompanhamento médico e técnico das pessoas, aspetos que são disponibilizados aos aderentes ao Esposende Run.
Já no próximo sábado realiza-se a primeira prova, inserida no Esposende Run, a Corrida de Ano Novo, que a organização espera contar com a presença de 1500 atletas