Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Idosos de Esposende festejaram Santos Populares na Malafaia

4 1 1024 2500
15 Junho 2018

1

Dando continuidade a um dos eventos mais apreciados pela comunidade sénior do concelho, o Município de Esposende levou, hoje, a efeito mais uma edição da Festa dos Santos Populares, na Quinta da Malafaia, em Antas, que contou com cerca de 2000 participantes.

Integrada no programa Ativo Mais, desenvolvido no âmbito da Rede Social de Esposende, a iniciativa visa fomentar o convívio e a partilha entre as pessoas idosas, contribuindo também para atenuar o isolamento e a solidão social de alguns deles, conforme referiu o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira.

Lembrou que, ao longo de todo o ano, são vários os eventos direcionados para esta franja da população e sublinhou que a cada vez maior adesão à Festa dos Santos Populares – em 2013 foram 1267 participantes e, este ano, quase chegou aos 2000 – reflete o agrado dos idosos e o sucesso da iniciativa. Benjamim Pereira partilhou que este é dos momentos que mais o realizam enquanto autarca pela oportunidade de privar com os idosos, de quem recebe sempre o maior carinho, sendo que muitos deles fazem questão de lhe manifestar pessoalmente o agrado estas iniciativas.

Aos idosos expressou total disponibilidade do Município para continuar a trabalhar na melhoria da sua qualidade de vida e deixou a garantia de que este tipo de eventos terá continuidade. Adiantou, ainda, que a habitual Festa do Idoso, em Fátima, se realizará no próximo dia 14 de setembro, convidando, assim, todos a participar no evento.

Dirigiu palavras de apreço à Vereadora da Coesão Social, Alexandra Roeger, e respetivos colaboradores pelo trabalho em prol da comunidade idosa, e expressou agradecimentos a todos quantos colaboraram na organização da Festa dos Santos Populares, nomeadamente às Juntas de Freguesia e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s), bem como aos Bombeiros Voluntários de Esposende e de Fão e à Delegação de Marinhas da Cruz Vermelha Portuguesa, pelo apoio à emergência.

Como habitualmente, este convívio é o culminar de um percurso que envolveu os idosos no trabalho de preparação e ensaio de marchas, um processo desenvolvido em rede e que privilegiou o desempenho e colaboração de todas as entidades das freguesias de Esposende. Neste sentido, as marchas foram constituídas por elementos de diferentes freguesias, sendo que no período da manhã desfilou a Marcha “Guia do Mar”, das Freguesias de Belinho e Mar, organizada pelo Centro Social da Juventude de Belinho. Seguiu-se a Marcha “Azulejos Portugueses”, com as freguesias de Vila Chã e Gemeses, orientadas pela Esposende Solidário - Centro Comunitário de Vila Chã, e a Marcha de “Esposende, Lindo Esposende”, protagonizada pelas freguesias de Esposende e Marinhas, com a colaboração do Centro Social da Juventude de Marinhas e da Santa Casa da Misericórdia de Esposende.

Já no período da tarde, foi a vez da Marcha da “União”, com as freguesias de Gandra, Apúlia, Fão, Fonte Boa e Rio Tinto, que envolveu a Associação Social, Cultural e Recreativa de Apúlia e o Centro Social Paroquial de Fonte Boa. A terminar, desfilou a Marcha “Freguesias Gaiatas”, com Antas, Curvos e Forjães, com a Associação Social, Cultural e Recreativa de Forjães, Centro Social da Paróquia de Curvos, Grupo de Solidariedade Social de Antas e Fundação Lar Santo António.

A animação e a alegria foram uma constante nesta Festa dos Santos Populares, onde não faltou a tradicional sardinha.