Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Município de Esposende acompanha ocorrência de Belinho

Belinho 1 1024 2500
14 Mar

O Município de Esposende está a acompanhar a reposição da normalidade, em Belinho, depois de ventos fortes terem provocado dois feridos, destruído uma estufa e causado estragos em seis habitações, ao final da manhã de hoje. O presidente da Câmara Municipal de Esposende acompanhou, no local, os trabalhos de apoio aos habitantes afetados pela intempérie.

A situação mais complicada registou-se no lugar de Belinho, onde um telhado foi arrancado pelo vento, tendo danificado uma residência contígua, vários carros e as linhas de média tensão, razão que fez com que parte das freguesias de Belinho e Antas tivesses ficado sem energia elétrica, entre as 11 e as 15 horas.
Um homem ficou ferido quando foi surpreendido pela queda da estrutura metálica de uma estufa, quando trabalhava no seu interior. Pediu ajuda com o próprio telemóvel e viria a ser transportado ao hospital de Barcelos. Está livre de perigo.
Por seu turno, outro homem, residente no lugar de Belinho, ficou ferido na cabeça, devido à queda do telhado. Foi transportado ao hospital de Braga e encontra-se livre de perigo.
Ao longo da tarde de ontem, os moradores repararam os telhados, tendo a Proteção Civil acompanhado os casos mais complicados. Até ao final da tarde, não se verificou a necessidade de realojar os habitantes afetados, mas o acompanhamento de proximidade prosseguirá.
O presidente da Câmara Municipal de Esposende destaca o trabalho dos proprietários que, de imediato, deram início à reparação dos telhados, assim como a Junta de Freguesia de Belinho e Mar e particulares que se prontificaram a ajudar os moradores afetados.