Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início

Viver Abril

25 abril 1536x1152

Na passagem dos 45 anos da revolução de 25 de Abril de 1974, o Município de Esposende promove o programa comemorativo “Viver Abril”, com os objetivos de evocar tão importante momento da nossa história coletiva, enquanto país, e promover a reflexão sobre os valores de Abril, a saúde da nossa democracia e os desafios colocados à sociedade contemporânea. Neste sentido, serão promovidas iniciativas com diferentes formatos, procurando abranger todos os públicos.

  • Programa 

    cartaz_1_1

  • Conteúdos sobre as atividades e os convidados 

    1_Banner_Tert_lia_24abril_1_1000_1000

    O programa “Viver Abril” inicia no dia 24 de abril com a tertúlia “45 anos de Abril: conquistas e novos desafios”, que terá lugar no Auditório Municipal, às 21h30. Serão convidados José Ribeiro e Castro, Presidente da Associação por uma Democracia de Qualidade, que recentemente apresentou na Assembleia da República uma proposta de reforma do sistema eleitoral, Raquel Varela, Historiadora e docente na Universidade Nova de Lisboa, com vasta produção científica sobre a Revolução dos Cravos e seus efeitos no país, Bernardo Branco Gonçalves, fundador da Plataforma MyPolis, que tem como grande objetivo aproximar os jovens da política, numa sessão que contará, ainda, com a presença de Benjamim Pereira, Presidente da Câmara Municipal de Esposende e com moderação da jornalista da RTP, Sandra Sá Couto. A tertúlia será precedida pela performance “Sopro de Liberdade”, pelo Coro de Pequenos Cantores de Esposende.

    Poderá consultar aqui mais informações sobre os convidados.

     

    25 abril, 10h | Auditório Municipal

    Sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Esposende evocativa dos 45 anos do 25 de Abril
    Sessão precedida pela encenação da peça “Espozende”, tempos difíceis…, pelos alunos do 4.º ano de escolaridade da Escola Básica de Mar.

     

    25 abril, 11h-13h | Parque Radical

    Ateliê de Papagaios de Papel
    Organização: Esposende Ambiente e Esposende 2000

    No dia 25 de abril, a partir das 11h, terá início um Ateliê de Papagaios de Papel, no Parque Radical, que se prolonga até às 13h, numa organização conjunta das empresas municipais Esposende Ambiente e Esposende 2000. Trata-se de uma atividade lúdico-pedagógica dirigida às crianças e famílias, que vai já na sua 7.ª edição.

     

    2_Banner_exposição 25abril

    A exposição “25 de abril: o virar da página” tem como objetivo mostrar o ambiente vivido na época, através da imprensa nacional, regional e local, de acordo com uma orientação cronológica, salientando o importante papel destes órgãos informativos.

    Poderá consultar aqui os painéis em exposição.

     

    3_Banner_concerto_25abr

    No dia 25 de abril, pelas 18h, terá lugar no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio o concerto “O que nos dizem os ventos de Abril?”, pelo Coro de Câmara EME e pelo Ensemble EME, agrupamentos da Escola de Música de Esposende. Serão interpretadas obras de consagrados autores (música e poesia) como Zeca Afonso, Carlos Paredes, Fernando Lopes-Graça, António Gedeão, Fernando Tordo, Ary dos Santos, entre outros.


    Programa
    Ensemble EME
    Verdes Anos, Carlos Paredes (arr. João Campos)
    No teu poema, José Luís Tinoco (arr. João Campos)
    Índios da meia praia, Zeca Afonso (arr. Osvaldo Fernandes)
    Pedra Filosofal, António Gedeão/Manuel Freire (arr. Pedro Barros)
    Desfolhada Portuguesa, Ary dos Santos/Nuno Nazareth Fernandes (arr. João Pinto da Costa)
    Somos Livres, Ermelinda Duarte (arr. Pedro Barros)
    E depois do adeus, José Niza/José Calvário (arr. João Pinto da Costa)

    Coro de Câmara EME
    Acordai, Fernando Lopes Graça
    Tecto na Montanha, Zeca Afonso (arr. Joaquim dos Santos)
    Menino do Bairro Negro, Zeca Afonso (arr. Joaquim dos Santos)
    Venham mais cinco, Zeca Afonso (arr. Osvaldo Fernandes)
    Tourada, Ary dos Santos/Fernando Tordo (arr. Telmo Marques)

    4_Banner_25abr_Painel

    No dia 25 de abril, às 21h30, realiza-se o Painel “O Dia da Revolução: memórias e vivências”, com a presença do Sargento Manuel Silva, comandante da Chaimite “Bula” que transportou Marcelo Caetano do Quartel do Carmo em direção ao Quartel da Pontinha, às 19h30 do 25 de Abril de 1974, após rendição do chefe de Estado. Será também convidado o Cabo José Alves Costa, cabo apontador do blindado M47, que protagonizou, pelas palavras de Salgueiro Maia, “a insubordinação mais bela do 25 de Abril”, ao desobedecer às ordens do brigadeiro Junqueira dos Reis para disparar sobre a coluna de Santarém, em pleno Terreiro do Paço. A moderação será assegurada por Manuel Albino Penteado Neiva.

    Poderá consultar aqui mais informações sobre os convidados.

    5_Banner_workshop26abr

    No dia 26 de abril, pelas 17h30, a Casa da Juventude acolhe a sessão “O Poder da Participação: pensar o território”. Trata-se de um workshop de ativação da participação democrática, aberto a toda a comunidade, mas com particular destaque para as Associações Juvenis, Juventudes Partidárias, Associações de Estudantes e outros grupos de jovens. A dinamização estará a cargo de Sofia Marques da Silva, docente da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto e coordenadora do programa do Governo INCoDe.2030. São objetivos da sessão promover a reflexão sobre os modelos e práticas de participação cívica, em particular dos mais jovens, e a sua importância para o cultivo da democracia e para um maior envolvimento e apropriação dos assuntos que marcam a agenda das comunidade, com vista à procura coletiva de um contínuo desenvolvimento sustentável, que potencie a qualidade de vida, a coesão social e o bem-estar dos cidadãos, alicerçados num processo de educação e formação ao longo da vida.

    6_Banner_Espetáculo 26abril_4525

    No dia 26 de abril, às 21h30, o Auditório Municipal acolhe “QUATRO CINCO, DOIS CINCO”, um espetáculo performativo criado e executado por GÃRGOOLA e GEME (Grupo Experimental de Música Exploratória do Projeto AMAReMAR – Arte e Comunidade).
    Direção artística: João Miguel Fernandes e Filipe Miranda.

    GÃRGOOLA é um projeto artístico do duo João Miguel Fernandes e Filipe Miranda (ambos formadores das oficinas de música do AMAReMAR) que, em formato de residência artística, projetaram este QUATRO CINCO DOIS CINCO com os participantes das oficinas. O GEME foi criado nessas oficinas com o objetivo de desafiar as conceções mais normativas da música, como ela é entendida, e abrir espaço para uma nova forma de se fazer música (como referência, podemos citar alguns compositores e artistas basilares como John Cage, Steve Reich, Glenn Branca, Jorge Lima Barreto, Scott Walker ou mesmo Yves Klein).

    QUATRO CINCO DOIS CINCO celebra os 45 anos do 25 de Abril de 1974 e exalta, essencialmente, a Liberdade. A liberdade de fazer acontecer, de experimentar, moldar, desconstruir, decompor, soltar, criar… Formalmente, o espetáculo vive à volta da lógica de loop (repetição), indo de encontro à imagética que assenta na ideia da mecanização pré-revolução (de costumes, hábitos, repressão). Em cima deste discorrer aprisionado, vão brotando texturas e ritmos que se vão libertando, abrindo espaço para a exploração sonora e a improvisação. Uma analogia que ganha progressivamente a sua lógica quando se chega à segunda parte do espetáculo, com a ansiada liberdade.
    QUATRO CINCO DOIS CINCO é ritmo, número e mecanismo assimilados de um contexto de variação temporal. Um movimento, a representação das normas sociais esquematizadas e simultaneamente a sua abolição. Reflexões obstruídas por palavras que paralisam os pensamentos e que começam a desenhar ideias livremente, fluindo desta forma num sentido de expressão autónoma, a um novo princípio.

    27 de abril, 21h30 | Auditório Municipal
    Espetáculo de Dança “Solta as Amarras”
    Academia Ás do Saber
    Integrado nas comemorações do Dia Mundial da Dança.

     

    Colaboração

    Oficina de Costura Criativa do projeto AMAReMAR - Arte e Comunidade: elementos decorativos no Auditório Municipal, Fórum Municipal Rodrigues Sampaio e Praça do Município.
    Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio - exposição de painéis de azulejo das EB Forjães, Rio de Moinhos, Mar, Guilheta e JI Cepães.

  • 25 de Abril de 1974: sugestões de pesquisa

  • Notícias

    Notícias